Corpo de Coronel dos Bombeiros continua preso às ferragens do helicóptero



O corpo do coronel Mauro Tadeu, do Corpo de Bombeiros do Pará, continua preso às ferragens da aeronave PR-HEB, que caiu numa região de pântano na divisa entre Mato Grosso e Mato Grosso do Sul nessa segunda-feira (30).
De acordo com informações do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), no final da tarde desta terça-feira (1º) uma equipe de resgate retornou da região sem conseguir remover os destroços da aeronave e desencarcerar o cadáver do coronel devido à dificuldade de acesso ao local. Os trabalhos serão retomados nesta quarta-feira (02).
Entenda o caso
Os destroços da PR-HEB foram localizados na manhã desta terça-feira (1º), no entanto, desde às 12h do dia anterior ao acidente o Centro de Operações já tinha perdido o contato com o piloto.
Mauro Tadeu havia pousado e deixado três tripulantes em Porto Jofre e em seguida, levantado voo novamente para buscar água, já que dava apoio aos trabalhos de combate a incêndios na região.
Conforme explicou o Ciopaer, o acidente aconteceu de forma muito rápida, já que piloto sobrevoava numa altura muito baixa coletando água para o combate ao fogo na região. Momento em que a aeronave caiu de ponta cabeça e os destroços ficaram presos ao solo do local.
O coronel era piloto desde o ano de 2005, com mais de cinco mil horas de voo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *