Impostos Para Micro E Pequenas Empresas É Prorrogado o pagamento.

Mauro Mendes anunciou na tarde desta terça-feira (30), a prorrogação e o parcelamento do pagamento de ICMS para micro e pequenas empresas. Acesse e veja mais detalhes.

Pagamento de impostos para micro e pequenas empresas é prorrogado
(Foto por: Lucas Rodrigues/Secom)

Compartilhar

O governador Mauro Mendes anunciou a prorrogação do pagamento de ICMS para as empresas de Mato Grosso que estão inscritas no Simples Nacional. Serão mais de 180 mil micro e pequenas empresas beneficiadas.

O anúncio ocorreu na tarde desta terça-feira (30.03), após reunião com os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil) e Rogério Gallo (Fazenda).

De acordo com Mauro Mendes, o ICMS que deveria ser pago agora em abril, maio e junho será prorrogado para pagamento somente a partir de julho. As empresas poderão pagar de forma parcelada, em até seis vezes.

O secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, explicou que a decisão pôde ser tomada após o Comitê Gestor do Simples Nacional, vinculado à Receita Federal, ter atendido o pedido do Governo de Mato Grosso para autorizar a prorrogação.

Gallo ainda lembrou que, em 2020, o Governo do Estado também prorrogou o pagamento do ICMS no período inicial da contaminação da covid-19.

Medidas econômicas

Desde o início da pandemia, o Governo de Mato Grosso tem adotado ações para preservar o emprego e minimizar os efeitos econômicos na vida da população e da classe empresarial.

Nesse campo, além de prorrogar o pagamento do ICMS para as micro e pequenas empresas do Simples Nacinal, o Governo de Mato Grosso já:

– Isentou o IPVA do 1º emplacamento até dezembro de 2023

– Prorrogou o pagamento do IPVA

– Prorrogou o pagamento do licenciamento

– Manteve a isenção de ICMS sobre os produtos da cesta básica

– Concedeu R$ 55 milhões em linhas de crédito para socorrer micro e pequenas empresas e setor de bares, restaurantes e eventos.

– Parcelou dívidas pendentes de ICMS para o setor de bares, restaurantes e eventos por 60 meses e postergou os novos pagamentos por 3 meses.

– Prorrogou o pagamento das parcelas dos financiamentos do Fundeic contraídos com a Desenvolve MT

– Isentou a Taxa de Serviços Estaduais para abertura de novas empresas

– Isentou o ICMS da energia elétrica a 147 mil famílias de baixa renda em 2020

– Isentou o ICMS sobre os produtos usados no combate a covid em 2020

– Reduziu o ICMS de 7% para 3% a bares, restaurantes e similares

– Isentou o ICMS para transporte escolar e fretamento turístico em 2020

– Prorrogou a validade de certidões negativas de débitos em 2020

– Prorrogou as licenças de operação, outorgas e CC-Sema em 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *