Marido é indiciado por envenenar e matar esposa com cerveja contaminada

O homem de 42 anos que confessou ter envenenado a esposa, 37, foi indiciado nesta segunda-feira (10) pela Polícia Civil. De acordo com a delegada que coordenou as investigações, Ligia Barbieri, o suspeito pode responder pelo crime de homicídio quadruplamente qualificado.

A vítima ficou internada por quase 30 dias mas não resistiu aos efeitos da substância e morreu na última sexta-feira (7). Ela foi envenenada pelo marido com dietilenoglicol, o mesmo produto encontrado nas cervejas da Backer em janeiro do ano passado. Os dois eram casados há 19 anos.

Segundo as investigações, o suspeito teria misturado a substância no copo de cerveja da esposa no dia 11 de abril. Os dois moravam em Mateus Leme, região metropolitana de BH. Ele teve prisão preventiva decretada e confessou o crime.

Brigas conjugais

Em depoimento, o marido afirmou que queria matar a esposa por conta razão de brigas conjugais motivadas por ciúmes e problemas financeiros. “Durante as investigações, ficou apurado que o autor comprou a substância por um site de compras pela internet e aguardou o momento oportuno para ministrar à esposa”, explica a delegada.

O suspeito foi indiciado por homicídio qualificado pelo motivo fútil, por emprego de veneno, com recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima e pelo Feminicídio. O suspeito permanece preso e o inquérito foi encaminhado à Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *