Prefeito Maurício Ferreira decretou estado de calamidada pública em Peixoto Azevedo

O prefeito Maurício Ferreira de Souza decretou estado de calamidade pública em Peixoto de Azevedo, após o aumento no número de casos de Covid-19 no município. O documento foi publicado do Diário Oficial dos Municípios nesta sexta-feira (12).

Conforme o decreto, a situação de calamidade é válida até o dia 31 de julho, podendo ser prorrogada em caso de necessidade.

De acordo com o prefeito, a medida considera o aumento de casos de infecções por coronavírus, que, em 30 dias, entre dezembro de 2020 e janeiro deste ano, houve aumento de mais de 10% de casos notificados no município.

Até o fim da tarde dessa quinta-feira (11), Peixoto de Azevedo registrava 1.893 casos confirmados e 51 mortes em decorrência da doença.

Com o decreto, fica autorizada a prorrogação dos prazos para cumprimento de obrigações no município, cabendo à prefeitura a definição e formalização de novos prazos.

As autoridades ligadas ao município também ficam autorizadas a adotar medidas de prevenção e combate à Covid-19.

A prefeitura informou que solicitará, por meio de ofício à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), o reconhecimento do estado de calamidade pública.

Esposa é chicoteada pelo marido após descobrir mensagem de amante no ceular

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *