Sinop em Destaque

Chefe descobre que funcionários, os quais ajudou na pandemia, estavam em novos empregos.

“Idiota é pouco”: chefe descobre que funcionários, os quais ajudou na pandemia, estavam em novos empregos

Por Luiza Fletcher

Depois de se decepcionar com os funcionários, o empresário publicou um relato nas redes sociais. Veja!

Com a pandemia, toda a sociedade tem feito grandes adaptações para melhor sobreviver a esse período de crise.

Muitos comércios têm sido diretamente afetados, muitas vezes, obrigados a fechar as portas, por determinado tempo, para cumprir as medidas de isolamento e tentar conter o avanço das contaminações.

Mas essa realidade pode acarretar grandes problemas. Esse é o caso do empresário argentino Tito Loizeau, que viveu uma experiência bastante desagradável em seu comércio, o restaurante El Capitán, que tem como tema Hollywood e fica em um shopping, ao lado do cinema.

Ao Clarín, ele contou que criou o El Capitán, em 2019, e que 100% de sua clientela é formada por pessoas que saíam de uma sessão de cinema. Quando a pandemia chegou e os shoppings foram fechados, ele precisou ficar quase dois meses parado.

O governo não permitiu que os empresários dispensassem os trabalhadores, e exigia que 50% de seus salários fossem garantidos. No entanto, Tito foi além e tirou do próprio bolso os outros 50% para não deixar nenhum de seus 20 funcionários desamparado.

Por onze meses, ele honrou fielmente o seu compromisso com os companheiros de trabalho, mantendo-os informados por WhatsApp, mas teve uma surpresa muito negativa quando precisou reabrir o restaurante.

Conforme publicou em seu perfil no Twitter, no começo de março, depois de doze meses, ele reabriu o El Capitán, junto com a reabertura dos cinemas, e descobriu que 14 dos 20 funcionários, os quais ajudou durante todos os meses, já tinham conseguido novos trabalhos, e continuavam recebendo a cortesia de 50% oferecida por Tito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *