Sinop em Destaque… Sinop: Secretário é preso acusado de desviar materiais da Rota do Oeste para fazenda de prefeita

O secretário de Governo de Sinop (447 quilômetros de Cuiabá), Jaime Dallastra, foi preso no fim da tarde desta terça-feira (1º), acusado de desviar materiais de recuperação de rodovia da Concessionária Rota do Oeste, que estariam sendo levados para a fazenda que pertence a sua irmã, a prefeita Rosana Martinelli. 

O delegado Pablo Carneiro confirmou a prisão a equipe de reportagem. “Estamos terminando o flagrante neste momento e após isto ele será encaminhado para o presídio”, explicou a autoridade policial.

Segundo consta, a Concessionária Rota do Oeste acionou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) após constatar que seus materiais estavam sendo retirados da rodovia e encaminhados, por caminhões do município, para a fazenda da prefeita Rosana Martinelli.

Conforme a Polícia Civil, foi apresentado um ofício subscrito pelo secretário que  solicitava doação desse material para ser empregado na pavimentação das vias do município. Porém, posteriormente, constatou-se que eles estavam sendo levados para a fazenda da prefeita.

O pedido seria para utilizar os materiais em estradas vicinais do município, o que não estaria acontecendo. Os funcionários da prefeitura já foram ouvidos pelo delegado.

O secretário recebeu voz de prisão em flagrante após se apresentar na delegacia. Ele será encaminhado para o presídio da cidade.

Rota do Oeste

Em nota, a concessionária confirmou que identificou que o material  fresado (resíduos de asfalto) armazenado às margens da BR-163 estava sendo retirado sem autorização, seguindo o procedimento padrão para situações desta natureza.

A Concessionária esclarece ainda que a Prefeitura de Sinop protocolou um pedido para uso do material em locais públicos em outubro deste ano. Porém, não houve continuidade no processo administrativo porque a Gestão Pública deixou de encaminhar as informações solicitadas pela Rota do Oeste para formalizar o termo de doação. 
 
“Por fim, é importante pontuar que a empresa utiliza parte do fresado na composição da massa asfáltica para recuperação do pavimento, a exemplo do que tem sido feito na BR-364 em Jangada e Rosário Oeste, e o restante é doado para entidades públicas que se comprometem em utilizar o material em locais públicos e em beneficio da sociedade”, finaliza a nota.
Foto reprodução 

Fonte: Olhar Direito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *